Pages - Menu

domingo, 26 de outubro de 2014

então eu li... WILL & WILL

Domingo, 26 de outubro de 2014!

Dia de eleições e dia de... Resenha é claro!


E depois do enorme sucesso aqui no blog com a resenha do livro GAROTO ENCONTRA GAROTO é hora de falarmos de outro livro do David Levithan que arrebatou seguidores aqui no Brasil, o livro tem como parceiro de David o autor Best Seller John Green (meu humilde escritor favorito #MeJulguem).

Então vamos lá!

Will e Will – um nome, um destino título original: Will Grayson, Will Grayson foi lançado no Brasil em 2010 pela editora Galera Record com suas 348 páginas, tamanho 14 x 21 cm, capa dourada e o título com nuances de verde, azul, laranja e rosa contando a história de dois rapazes de nome Will.
É só amor...


A editora Galera Record enviou a Marco Feliciano, um exemplar de “Will & Will: Um nome, um destino” que está sendo lançado no Brasil e foi o primeiro livro com temática homossexual figurar na lista de mais vendidos do New York Times. Na primeira página, a dedicatória: “Prezado deputado Marco Feliciano, É só amor. Talvez com este livro o senhor consiga entender”.
– texto extraído do instagram da editora Galera Record @galerarecord.


                O livro conta a história de dois garotos que compartilham (dividem) o mesmo nome, escrito da mesma forma WILL GRAYSON, mas aparentemente apenas isso os une (como diz a orelha do livro). Eles se conhecem em uma noite fria, em uma improvável esquina de Chicago (eu não vou contar o local exato do encontro, pois acho que você vai gostar da surpresa ao ler o livro, além de dar algumas boas gargalhadas).

                Enquanto John Green escreve sobre um Will, David Levithan tem a responsabilidade de contar a história do outro Will em capítulos alternados.

Capítulos ímpares: John Green
Capítulos pares: David Levithan

(no início parece meio confuso, mas é só inicio). A história é um tanto lenta, afinal são quase 400 páginas, mas a leitura fácil e gostosa passa tão rapidamente que você não fica tão ansioso quanto a grandes acontecimentos.

                O Will do John Green (vou falar assim, para você que ainda não leu o livro compreender melhor) é hétero, estuda e mora em Chicago. Seu melhor amigo se chama Tiny Cooper um gay enorme que encanta a todos, além da sua amiga Jane, os três estão juntos do começo ao fim do livro e é então que Will começa a sentir-se atraído pela sua amiga Jane.
(Isso não é spoiler)

Agora se Jane corresponderá à investida de Will, isso você terá que ler para descobrir.
Já o outro Will (defendido pela criativa mente de David Levithan) é um gay depressivo, que em certa noite fria elevai a Chicago para conhecer o cara que ele acredita ser o amor da sua vida, o Isaac, mas as coisas não dão certas e no final da noite ele está em um banco beijando nada mais nada menos que... (não, eu não vou contar).

O livro tem uma escrita super leve e contagiante, ambos os autores conseguem prender o leitor até o final. E o livro tem de tudo: romance, comédia, drama, ironia, o humor sarcástico de John Green está sempre presente e só quem já leu outros livros do autor poderá compreender.


Sobre a temática do livro, vou expressar aqui a minha opinião, se você não quer saber, adiante-se ao próximo parágrafo! Uma vez o grande Cazuza, cantor nacional disse a seguinte e brilhante frase: "PARA MIM NAO TEM MUSICA CERTA NEM MUSICA ERRADA, MUSICA TEM QUE SER BOA". O que ele quis dizer com essa expressão? Que ele não estava preocupado em ouvir somente certo tipo de música, jazz, MPB, Rock, ou seja, lá qual fosse o estilo, ele estava preocupado somente com uma coisa: se a música era boa, isso me mostra e deveria mostrar para a maioria que às vezes se prender a um único estilo literário, romance, drama, fantasia é uma enorme besteira, afinal livro tem que ser bom e pronto! Esse é o meu pensamento, e um dos critérios que eu uso na hora de escolher minha próxima leitura!

                Cada personagem do livro tem seu momento para brilhar e o final é lindamente surpreendente, não há cenas pesadas, afinal estamos falando de um YA (Young adults), mas as lições que o livro nos passa é sempre maduras! Vale a pena retirar um tempinho para ler!

Uma foto com os brilhantes AUTORES!         
     E vai uma dica!

Leia sem pressa, a primeira vez que eu o li (li naquele estilo frenético que a maioria dos blogueiros tem e acabei por me perder um pouco, afinal são duas histórias em um mesmo livro, portanto, hoje estou recomeçando a reler novamente).

                Obrigado por vim até aqui!

                Bjs doces a todos e até a próxima... Fui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião/crítica/elogio sobre o assunto!
Esse espaço é seu... E a gente se encontra por aqui...

Pages

Loading...

Pesquise na Wikipedia

Resultados da pesquisa

Pages - Menu

Deixe aqui seu e-mail :)