Pages - Menu

segunda-feira, 30 de junho de 2014

SEMANA do livro NACIONAL


Você está especialmente convidado!

Bom dia amigos leitores do blog, estou eu aqui nessa segunda, dia 30 de junho de 2014 para convidá-los para um evento super bacana que vai acontecer em Brasília, a Semana do Livro a etapa Brasília acontecerá no dia 26 de julho (mais informações abaixo). 

O projeto Semana do Livro Nacional (SLN) surgiu de uma iniciativa de autores nacionais como forma de pleitear espaço e maior visibilidade no mercado literário brasileiro. Em um cenário onde várias obras estrangeiras são fenômenos de vendas e de popularidade, comprovando que o Brasil é também um país de leitores, o SLN é uma oportunidade de apresentar a esse público leitor às obras de brasileiros e brasileiras talentosos, criativos e apaixonados pela arte de contar histórias. Trata-se, portanto, de um movimento de valorização da produção literária nacional.

Muitos autores bacanas participará do evento, mas esse é um assunto para mais adiante, entretanto posso adiantar que esse blogueiro/autor que vos fala estará sim no evento na companhia do seu livro, o romance ETERNO lançado em junho pela editora Multifoco.

Para mais informações sobre o livro acesse agora mesmo a página do livro no Facebook Eterno.

            Mas, voltando ao assunto SNL, desse modo, uma semana inteira será dedicada às publicações nacionais. Em sua segunda edição, várias cidades do território nacional sediarão eventos ao longo da semana compreendida entre os dias 19 a 27 de julho, com a participação de muitos escritores representantes de variados gêneros literários.

             A Etapa Brasília da Semana do Livro Nacional, que ocorrerá no dia 26 de julho, será organizada pela equipe do blog Academia Literária-DF em parceria com o blog Leitora Sempre, ambos incentivadores da leitura como hábito. Com a participação especialíssima de escritores residentes na própria Capital Federal, a Etapa Brasília promete uma tarde de bate papo animado, sorteio de brindes e sessão de autógrafos. É, portanto, uma oportunidade impar de se deixar inebriar por novos mundos, novas aventuras, histórias apaixonantes, amores e sonhos.

OBJETIVO

Expor a qualidade e a diversidade da produção literária nacional e incentivar os leitores brasileiros a prestigiar as obras Nacionais.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

     Estimular o hábito da leitura;
     Apresentar aos jovens obras com temáticas e linguagem que possa despertar seu interesse;
     Estimular a valorização da produção nacional nos leitores veteranos;
     Abrir espaço para o autor nacional no mercado editorial;
     Divulgar novos talentos da literatura brasileira;
     Fomentar a cultura nacional e local;
     Proporcionar a proximidade entre autor e leitor.

PÚBLICO ALVO

         O evento é destinado a toda e qualquer pessoa que cultive o hábito da leitura. É principalmente também destinado aqueles que ainda não conhecem ou não deram um chance às obras nacionais, quaisquer que sejam os motivos.
            Ou seja, o evento é destinado a você leitor!

DATA E LOCAL

Livraria Cultura Casa Park, 26 de julho de 2014, a partir das 14h00.
            Link do evento: aqui!


Conto com a presença de vocês!
Qualquer dúvidas é só perguntar :p 
Abraços com letras pessoal!

                                                                O blogueiro:
Charles Nascimento - escritor caótico autor do livro ETERNO, sem qualquer compromisso com datas, odeia relógio e horários marcados aspirante a jornalista ou quem sabe enfermeiro, dividido por natureza, técnico em enfermagem nas horas vagas, odeia pessoas cem por cento decididas, afinal a dúvida faz parte da natureza humana. Amante de tudo que lhe faz culto, leitor voraz (claro) e apreciador (admirador) de tudo que Clarice Lispector escreveu, em tempos vagos prefere o silêncio do quarto e o som de curtas-metragens, ama um documentário e dorme enquanto assiste entrevistas de grandes pensadores, ouvir pessoas inteligentes a falar é sua principal motivação para continuar, amigos pra mim tem que ser mente aberta, odeia qualquer forma de preconceito ou discriminação, ditadura? Só em livros de história... Prazer, eu! 

quinta-feira, 26 de junho de 2014

MÚSICA, tem prazo de validade?

20 MÚSICAS
para uma nova era

Texto de: Charles Nascimento


Sempre costumo dizer que os anos de 1960 a 1989 foram os melhores anos no quesito músicas nacionais. O Brasil passava por mudanças significativas e os "jovens" daquela época jamais estiveram tão inspirados, músicas que retratavam a história, o caos, as inverdades, que falavam de ódio, amor e revolução, não deixando para trás a melodia adequada, o tom certo de cada nota...

Sim, aquelas eram músicas de verdade.

Aquelas?

Porque, quando vamos falar de músicas, livros, filmes antigos falamos como se eles deixassem de existir, ou seja, sempre no passado, será que essas artes têm prazo de validade?

"Meus heróis morreram de overdose, meus inimigos estão no poder" quem em sã consciência não se lembra do trecho dessa música? Cazuza, inspirado como sempre compôs IDEOLOGIA em 1988 e ela parece tão, atual? Não é só porque pouca coisa mudou de lá para cá e sim porque música boa nunca deixa de existir, ela continua ali, pedindo para ser escutada, implorando que alguém a relembre.


E falando em Agenor, Cazuza, vulgo Caju e tantos outros nomes que esse poeta adquiriu ao longo dos seus 'poucos' anos de vida, quem não se recorda do trecho que deu nome a música e ao álbum: O tempo não para? Quatro palavras que juntas mexeram com o imaginário de tantas pessoas que a ouviram, e hoje deixamos de escutar essas obras primas pelo simples fato de que são antigas?

Digo que NÃO.

Porque música boa, não tem prazo de validade, aliás como disse Agenor, vale notar que...

"Para mim não existe esta de samba ou rock, existe música boa e música ruim independente do estilo."

Não estou aqui para julgar estilos musicais e gostos, afinal, cada ser humano pensante tem sua tromba de elefante, cada um tem o direito de escolher o que deseja ouvir e o que é para si bom ou ruim, o que quero deixar claro nesse pequeno texto é que em meio a enxurrada de tantos 'novos cantores' que vemos surgir a cada dia é importante tirarmos um tempo para relembrarmos daqueles que tornaram possíveis a vinda desses... Cazuza, Renato Russo, Elis Regina, Cássia Eller e falando dos que ainda estão entre nós, não podemos nos esquecer deles: Caetano Veloso, Maria Betânia, Rita Lee, Chico Buarque...


Cantores que não tiveram medo de dar a cara a tapas num período vergonhoso que demos o título de 'ditadura militar' e que foram lá nos palcos da vida dizer:

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer
- Geraldo Vandré

Podem me prender, podem me bater
Podem até deixar-me sem comer
Que eu não mudo de opinião.
- Nara Leão

Cantores, artistas, poetas que tiveram que se esconder para mostrar que música é bem mais que entretenimento. Mas, o que vemos hoje em dia? Músicas sem letras, vazias de opiniões que servem unicamente para deixar as pessoas ainda mais passivas quanto ao uso do raciocínio. Músicas que expressam sentimentos tortos quanto ao que de fato é amor, que em sua maioria ressaltam apenas: sexo e traição.

Eu não tenho carro, não tenho teto
E se ficar comigo é porque gosta
Do meu ranranranranranranran lepo lepo
- Psirico


Daí eu me vejo em meio a pergunta: "Como essas músicas serão vistas, 10, 20 anos a frente?" como um movimento da grande massa, do momento em que a classe C emergia? Bem, não sei, até porque é dificil falarmos do futuro, mas ainda lembrando da frase do grande Cazuza: "Para mim não existe esta de samba ou rock, existe música boa e música ruim independente do estilo." e essas PARA MINHA PESSOA são músicas ruins com fases que ao mesmo tempo em que é sucesso é esquecida...

Mão na cabeça que vai começar...
O rebolation...

Está ai algo que não me deixa mentir, febre em 2009 e quem tem algo a dizer sobre essa música, além de que fomos invadidos durante meses com uma letra sem sentido que só teve como finalidade animar pessoas em uma festa chamada Carnaval?


Música, definitivamente, não tem prazo de validade, elas continuam a existir independentemente da vida ou morte dos seus interpretes, agora a música pode sim SER LEMBRADA ou facilmente ESQUECIDA.

Isso vai depender unicamente dos seus elementos básicos e como prometido lá em cima, vai uma listinha de 20 MÚSICAS para uma NOVA ERA:

1. Ideologia - Cazuza
2. Opinião - Nara Leão
3. O tempo não para - Cazuza
4. Apesar de você - Chico Buarque
5. Tiro ao Álvaro - Elis Regina
6. O Segundo Sol - Cássia Eller
7. E.C.T - Cássia Eller
8. Homem com H - Ney Matogrosso
9. Poema - Ney Matogrosso
10.  Blues da Piedade - Cazuza
11. O nosso amor a gente inventa (estória romântica) - Cazuza
12. All Star - Cássia Eller
13. A Carne - Elza Soares
14. A Tonga da Mironga do Kabuletê - por Elza Soares
15. Cheiro de Amor - Maria Bethânia
16. Pra não dizer que não falei das flores - por Geraldo Vandré
17. Metamorfose - Zé Ramalho
18. Sozinho - Caetano Veloso
19. João e Maria - Chico Buarque
20. Domingo no Parque - Gilberto Gil e os Mutantes

>> Essas músicas são facilmente encontradas no Youtube ou no álbum Novo Millennium em CD com preços bem mais acessíveis e originais hein ;)

Espero que tenham gostado pessoal :) #Fui #AtéAPróxima


O blogueiro:
Charles Nascimento - escritor caótico autor do livro ETERNO, sem qualquer compromisso com datas, odeia relógio e horários marcados aspirante a jornalista ou quem sabe enfermeiro, dividido por natureza, técnico em enfermagem nas horas vagas, odeia pessoas cem por cento decididas, afinal a dúvida faz parte da natureza humana. Amante de tudo que lhe faz culto, leitor voraz (claro) e apreciador (admirador) de tudo que Clarice Lispector escreveu, em tempos vagos prefere o silêncio do quarto e o som de curtas-metragens, ama um documentário e dorme enquanto assiste entrevistas de grandes pensadores, ouvir pessoas inteligentes a falar é sua principal motivação para continuar, amigos pra mim tem que ser mente aberta, odeia qualquer forma de preconceito ou discriminação, ditadura? Só em livros de história... Prazer, eu! 

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Entrevista com a autora ELYSANNA LOUZADA

Perguntas por CHARLES NASCIMENTO

foto: facebook oficial da autora.
E então? Acharam mesmo que esse blogueiro que vos fala abandou o oficio da escrita? Engano seu amigo e amiga leitor (a) primeiramente gostaria de pedir desculpas pelos meses que deixei meu blog parado, mas isso tem um motivo (válido) o lançamento do meu livro Eterno, o qual estou preparando um especial aqui para o blog, estudos (afinal de contas isso é muito importante) carreira profissional (é, blogueiros também precisam se sustentar ha) e outras tantas coisas mais, mas vamos falar de coisa boa... A prometida entrevista com a autora Elysanna Louzada, gente ela é um amor de pessoa e você percebe isso quando para e ler as respostas que ela gentilmente me concedeu, então pare o que está fazendo e venha comigo para mais uma super entrevista do nosso blog...

Primeiramente é um prazer tê-la aqui em nosso cantinho e gostaria de agradecer ao privilegio que estou tendo em entrevistá-la...

foto: facebook oficial da autora

Elysanna C. Louzada A. Cypriano ou simplesmente Elysanna Louzada estreou no mercado Literário em 2011 têm quatro livros publicados, dois desses compõe a trilogia Herdeiros do Trono, em junho lançou seu quinto livro o e-book Uma Lição de Amor que terá lançamento físico em agosto de 2014, em dezembro desse mesmo ano ela lançará sua sexta obra, o livro Grandes Histórias das Bíblia pela editora: Seleções. Uma autora que deve escrever até com os pés (risos) atualmente mora em Vargem Alta interior do Espírito Santo e é com essa “poderosa das letras que vamos dar sequência a série de entrevistas do blog” que já conta com a entrevista da também autora Cristiane Broca.

Quem é Elysanna Louzada no dia a dia?
Eu sou uma pessoa simples e caseira que gosta de ler (claro!), cozinhar e assistir a bons filmes com a família.

Você é formada em Letras, por isso podemos dizer que você já tinha um pé na literatura, mas como se deu esse começo como autora?
O começo foi com meu livro Infantil Eu sou O Galo que publiquei em 2011 como um teste para saber se eu era de fato uma boa contadora de histórias.

Porque começar com um livro infantil, “Eu sou o Galo” da Scortecci Editora?
Bem, esse filho foi inspirado em minha experiência de mãe. Quando comecei a escrevê-lo meu filho tina 8 anos e minha filha 6, então essa primeira obra foi dedicada a eles.

Como foi participar da coletânea de contos AMORES IMPOSSÍVEIS, organizado pela também autora Lycia Barros?
Foi ótimo. Lycia Barros é uma pessoa incrível e estou muito feliz de fazer parte do Ases da Literatura.

Nota: ASES DA LITERATURA é um selo editorial.

Poderia nos dar uma prévia do seu conto nesse livro?
Meu conto Andorinha é uma linda história de amor que acabou de se tornar um romance intitulado Uma Lição de Amor e será lançado em breve.

E como veio a ideia para Herdeiros do Trono?
Ela não veio inteira, mas aos poucos. Foi como montar um quebra-cabeça até chegar à estrutura final que receberia a trama propriamente dita. Eu tenho um vasto material que compõe a narrativa, mas que não aparece nos livros. Esse material é meu guia, minha linha mestra. Da mesma forma que as atitudes dos personagens precisam se condizentes com sua personalidade, acontecimentos também estão intimamente ligados à estrutura geopolítica do mundo no qual se desenrolam.

Em uma entrevista ouvi dizer que na Bienal do Livro no Rio de Janeiro em 2013, você distribuiu 800 quots do primeiro capítulo, como está à aceitação do livro hoje?
Tanto o Herdeiros do Trono quanto o Círculo de Fogo estão caindo nas graças dos leitores, graças a Deus.

E o segundo livro CÍRCULO DE FOGO o que os leitores podem esperar e como foi escrever a continuação?
Os leitores podem esperar grandes reviravoltas, muita ação e uma pitada generosa de romantismo, além de lutas de espadas que irão arrancar o sangue (literalmente) de alguns protagonistas.

Agora a pergunta que não pode faltar (risos) como é sua rotina quando está escrevendo?
O processo de escrita de um livro exige muito do autor, sobretudo, paciência e dedicação. Quando estou trabalhando em um novo projeto escrevo, em média, quatro horas por dia (inclusive sábado e domingo). Mas isso pode variar para mais se estiver em processo de revisão.

E suas referências Elysanna, quem são os seus autores favoritos?
Autores favoritos é uma questão complicada, pois sou uma leitora eclética. Vou citar somente quatro que fizeram parte da minha formação literária: Monteiro Lobato, Jane Austen, Machado de Assis e Graciliano Ramos.
Acho que todos deveriam ler Dom Casmurro, sou completamente fascinada pela personagem Capitu. Também indico Vidas Secas, que é um belíssimo romance atemporal que retrata o nordeste brasileiro, e Orgulho e Preconceito.
E sobre seus dois novos projetos, além do terceiro volume de Herdeiros do Trono pode adiantar alguma coisa?
Bem, meus projetos atuais são o lançamento do romance Uma Lição de Amor (Ebook sai em junho e físico em agosto) e a finalização da trilogia Herdeiros do Trono. O terceiros volume sai no início de 2015.

Rapidinhas:

O” livro: Orgulho e Preconceito
 “A” autora: Jane Austen
Um lugar: Minha casa
Um sonho: só um? (risos) Um deles é conhecer alguns países africanos
A literatura nacional hoje... Está em ascensão

Muito obrigado pelas suas respostas Elysanna desejo muito sucesso para Círculo de Fogo e para sua carreira em geral...

Abraços
Charles Letrando!

O blogueiro:
Charles Nascimento - escritor caótico autor do livro ETERNO, sem qualquer compromisso com datas, odeia relógio e horários marcados aspirante a jornalista ou quem sabe enfermeiro, dividido por natureza, técnico em enfermagem nas horas vagas, odeia pessoas cem por cento decididas, afinal a dúvida faz parte da natureza humana. Amante de tudo que lhe faz culto, leitor voraz (claro) e apreciador (admirador) de tudo que Clarice Lispector escreveu, em tempos vagos prefere o silêncio do quarto e o som de curtas-metragens, ama um documentário e dorme enquanto assiste entrevistas de grandes pensadores, ouvir pessoas inteligentes a falar é sua principal motivação para continuar, amigos pra mim tem que ser mente aberta, odeia qualquer forma de preconceito ou discriminação, ditadura? Só em livros de história... Prazer, eu!

Pages

Loading...

Pesquise na Wikipedia

Resultados da pesquisa

Pages - Menu

Deixe aqui seu e-mail :)