Pages - Menu

sábado, 23 de agosto de 2014

Carina Rissi em Brasília?

Bom dia leitores do Charles Letrando?

            Hoje é sábado, 23 de agosto de 2014, e eu estou aqui para dar-lhes uma boa notícia, na terça-feira dia 26 de agosto a autora Carina Rissi [foto]:


vai estar na Livraria Saraiva do Shopping Pátio Brasil a partir das 18:00 horas para a Turnê de Lançamento do livro “Encontrada”, livro sequência de “Perdida”.

Mas, se você não a conhece, ainda, não tem problema, pois eu te ajudo J

            Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Ver nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê, quanto dos que escreve -, Carina se diverte assistindo comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor por avião.

            Carina nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital Paulista.

            “Perdida: um amor que ultrapassa as barreiras do tempo”, seu primeiro livro agora foi relançado, e invejem-na, foi publicado na Alemanha, onde entrou para as listas de mais vendidos. 


Ela também é autora do livro: “Procura-se um marido”, lançado em 2012 pela editora Verus.


            Cansou?

Calma ai que tem mais...

           Ela também é autora de: “O livro dos vilões” que escreveu em parceria com outros autores.


E agora está lançando a sequencia do seu primeiro livro, o romance: “Encontrada”.


Você não vai perder a chance de bater um papo com ela, vai?

Terça-feira, dia 26 de agosto a partir das 18:00 hs

Local: Livraria Saraiva do Shopping Pátio Brasil – Brasília – DF.
SCS Quadra 07 Bl. A s/n - Setor Comercial Sul, Brasília - DF, CEP: 70307-902
Telefone: (61) 2107-7400

            E se me ver, dê um Oi! J

Abraços com letras nos vemos lá!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

então eu li... BELLEVILLE

Sabe aquele livro que você começa a ler e não consegue mais se desgrudar dele até chegar à última página e quando enfim você encerra a leitura fica com o livro suspenso nas mãos, olhando para o nada... Esperando de alguma forma absorver que tudo aquilo que acabou de ler não é real e que você terá que se despedir de todas aquelas pessoas criadas por uma mente brilhante? Pois é, foi assim que eu me senti, quando encerrei a leitura de Belleville do Felipe Colbert.


Livro: Belleville
Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
Selo: Novas Páginas
Páginas: 301

Sinopse: Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício...

Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...

Crítica: Ufa! Quanta coisa para uma sinopse não é mesmo? Foi exatamente isso que eu pensei assim que peguei o livro a primeira vez nas mãos (eu não conhecia o livro, nem seu escritor o Felipe, durante o evento Mochila Literária que aconteceu em Brasília em maio eu fiquei descobrindo o livro, e o comprei de imediato, claro que fui atrás do meu autógrafo *--* e não demorou muito para eu embarcar na fantástica história que é Belleville) a diagramação do livro ajuda muito no entendimento da história, pois temos dois tempos distintos sendo contados em forma de cartas, assim uma fonte foi usada para as cartas de Anabelle, outra fonte usada para as cartas de Lucius e ainda outra para a narração do livro como um todo (quanto trabalho!), mas que com certeza valeram muito a pena, pois o livro ficou um luxo só! Salve para a Novo Conceito.
Falando sobre a história, fiquei impressionado como tudo se desenvolve sem tropeços, sem erros, tudo funciona harmoniosamente e realmente parece que eu estava em Campos do Jordão tanto em 1964 quanto 2014.

Felipe é um verdadeiro maestro na arte de contar história (pelo menos essa que eu li *--*) nada acontece por acaso, podemos usar como exemplo o nome da protagonista Anabelle e o nome da montanha russa Belleville que sempre fora o sonho do seu pai em construir.

No começo do livro isso parece apenas um sonho bobo de um senhor que queria agradar a filha com um brinquedo, mas no decorrer da leitura você vai ficando cada vez mais envolvido pelo sonho do pai de Anabelle bem como com a determinação de Lucius em construí-la.

Meu exemplar autografado
Personagens secundários tem uma participação pequena, porém fundamental na história, como o pai de Lucius, o professor de física Miranda e alguns colegas de classe do rapaz solitário...

Algumas músicas da época são colocadas na história e escutá-las durante a leitura (pelo menos para mim foi essencial para entrar no mundo de Anabelle).

E que mundo!

Felipe Colbert dosou magistralmente a parte drama / romance.

Mas, chega de rasgação de seda... Eu achei que o livro deixou a desejar um pouquinho na parte do humor, tá certo que é um drama, um romance, mas acho que uma dose pequenininha iria cair muito bem à história.

Mas, isso não invalida a qualidade do livro que é excelente!

“Da próxima vez que você olhar para uma montanha-russa, será de forma diferente. E se sentir saudades da nossa história, reflita: quem sabe algum dia alguém pensou em construí-la para você?”

Gostou?

Então não perde tempo e vai logo comprar o seu...
Abraços com letras, Cnascimento J





O blogueiro:
Charles Nascimento - escritor caótico autor do livro ETERNO, sem qualquer compromisso com datas, odeia relógio e horários marcados aspirante a jornalista ou quem sabe enfermeiro, dividido por natureza, técnico em enfermagem nas horas vagas, odeia pessoas cem por cento decididas, afinal a dúvida faz parte da natureza humana. Amante de tudo que lhe faz culto, leitor voraz (claro) e apreciador (admirador) de tudo que Clarice Lispector escreveu, em tempos vagos prefere o silêncio do quarto e o som de curtas-metragens, ama um documentário e dorme enquanto assiste entrevistas de grandes pensadores, ouvir pessoas inteligentes a falar é sua principal motivação para continuar, amigos pra mim tem que ser mente aberta, odeia qualquer forma de preconceito ou discriminação, ditadura? Só em livros de história... Prazer, eu!

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

então eu li... SE EU FICAR

foto retirada do facebook
Muitas pessoas e quando eu digo MUITAS são muitas mesmo, tem dúvidas do que acontece quando uma pessoa entra em coma, nem mesmo a medicina consegue explicar isso ao certo, mas o que é dúvida para muitos acaba sendo palco de inspirações para escritores, que usam e abusam do tema, no livro que vou resenhar hoje a protagonista encontra-se na escala 8 do coma de Glasgow.

(Dúvidas sobre essa escala procure a Wikipédia ou o Google mais próximo de você)

Livro: Se eu Ficar
Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224

Capa original
Sinopse: Em uma manhã de fevereiro, Mia sai para um passeio de carro juntamente com a sua família, (pai, mãe e um irmão mais novo) e o que parecia ser só mais um passeio (aonde eles iam discutindo quais músicas iriam ouvir no trajeto) acaba se tornando em algo surpreendente. Tudo muda, em um instante. Todas as escolhas se perderam, exceto uma. A única que realmente importa.

Capa Nacional
Opinião: “Se eu ficar” foi um daqueles livros que eu não tinha a menor pretensão em comprá-lo, pra ser sincero, eu nem o conhecia, e em uma das minhas visitas a livraria eu o vi, até então nada demais (um Best-seller do the New York Times, uma autora americana, um livro que deu origem ao filme), mas o boom aconteceu mesmo quando eu parei para observar melhor a capa, essa capa que por incrível que pareça me despertou muita atenção (isso pelo fato da capa já ser a do filme, e cá entre nós, todos sabemos como as capas dos filmes são toscas), mas essa não, Chloë Grace Moretz com esses olhos lindos e esses cabelões ruivos fez com que eu me apaixonasse naquele instante, ahhh estava tocando Chandelier – Sia, naquele momento, foi amor à primeira vista.

Então eu o comprei e no mesmo dia comecei a leitura e que leitura! Gayle Forman traz nesse livro uma mensagem espetacular. Mia está em coma após o trágico acidente que matou seus pais e seu irmão mais novo, e ela precisa tomar uma importante decisão, se ela vai ficar (nesse mundo) ou não, e é então que começa a história, quando ela começa a se lembrar de momentos marcantes em sua vida, o primeiro encontro, o namoro com o Adam, a melhor amiga, as brigas, o amor de sua família, quando seu pai decidiu abandonar sua banda de rock e virar professor, quando sua mãe engravidou do seu irmão mais novo, coisas que a primeiro momento parecem banais demais pra se rechear um livro, mas não na mente de Gayle Forman que brilhantemente escreveu esse drama fazendo com que ele acrescentasse algo de bom em cada um que o lesse.

Percebi agora que morrer é fácil, viver é difícil.

As dúvidas de Mia se ela fica ou não, fez com que eu me colocasse em seu lugar. Já pensou perder os pais o irmão, saber que ao voltar vai encontrar uma casa vazia, solitária e a partir daquele momento somente as lembranças serão suas únicas companheiras? É não é para qualquer um.

Crítica: O livro é narrado em primeira pessoa, mas Mia está em coma, como então acontece o desenrolar da história? É ai que está o ponto x da questão, muitas pessoas afirmam que quando se está em coma conseguem ouvir o que as pessoas estão dizendo e sabem quem as tratam bem ou mal, no livro Mia acaba assistindo a tudo, como se fosse uma terceira pessoa, lutando contra suas próprias forças para decidir seu futuro. Gostei muito do livro e da sua escrita, esse foi o primeiro livro da autora que eu li e com certeza não será o último!

Ah, e em setembro o livro chega às telonas! :D Sim e é a atriz Chloë Grace Moretz que está a cargo de levar Mia as telonas, vi o trailer no youtube e já estou com cisco nos olhos, é dia 04 de setembro! Então marquem em suas agendas, hein!

Mais uma novidade antes de encerrar a resenha é que Se eu Ficar tem continuação, o segundo livro é narrado pelo Adam, namorado de Mia.

Se liga ai na resenha do II livro:






Passaram três anos desde que o amor de Adam ajudou Mia a recuperar após o trágico acidente que vitimou a sua família - e três anos desde que Mia decidiu afastá-lo da sua vida sem lhe dar explicações. Quando uma noite os seus caminhos se cruzam na cidade de Nova Iorque, ambos têm a oportunidade de se confrontar com os fantasmas do passado e de abrir o coração ao futuro. Mas conseguirão perdoar-se um ao outro antes de cada um ter de regressar à vida tal como a deixaram?






E a próxima leitura de agosto?
E como prometido a vocês, eu digo qual vai ser a minha próxima leitura desse mês, a dica foi: Mais de um milhão de exemplares vendidos no Japão!

Acertaram?

O livro é BATTLE ROYALE do autor KOUSHUN TAKAMI. O livro já foi publicado em 17 países e é considerado o inspirador de JOGOS VORAZES.


Ficaram curiosos?

Eu também, por isso já estou pronto para embarcar nas quase 700 páginas desse livro que promete me deixar com os cabelos em pé hahaha.

E ainda esse mês, tem o especial: JOGOS VORAZES. É eu demorei, mas finalmente acabei a leitura dos três livros e assim como Uma herança de amor, terá um especial super bacana por aqui!

Gostou?
Comente, compartilhe e leia muito!
#EuLeioBrasil!

Me sigam no instagram: @eumechamocharles

Curta a página do meu livro no facebook Eterno e fique por dentro das novidades!

O blogueiro:
Charles Nascimento - escritor caótico autor do livro ETERNO, sem qualquer compromisso com datas, odeia relógio e horários marcados aspirante a jornalista ou quem sabe enfermeiro, dividido por natureza, técnico em enfermagem nas horas vagas, odeia pessoas cem por cento decididas, afinal a dúvida faz parte da natureza humana. Amante de tudo que lhe faz culto, leitor voraz (claro) e apreciador (admirador) de tudo que Clarice Lispector escreveu, em tempos vagos prefere o silêncio do quarto e o som de curtas-metragens, ama um documentário e dorme enquanto assiste entrevistas de grandes pensadores, ouvir pessoas inteligentes a falar é sua principal motivação para continuar, amigos pra mim tem que ser mente aberta, odeia qualquer forma de preconceito ou discriminação, ditadura? Só em livros de história... Prazer, eu!

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Especial de 3000 visualizações do blog – Livros: “Uma herança de Amor”

Trilogia Uma herança de amor
Bom dia, (ou boa tarde, talvez boa noite, sei lá que horas você está lendo isso/ risos) hoje é um dia muito especial para o blog e para esse escritor que vos fala por meio da tela de um computador, o Charles Letrando ultrapassou a marca de 3000 visualizações, um número pequeno quando comparado ao poder que um blog tem nesse vasto mundo da internet.

Mas, não estou aqui para fazer comparações muitas vezes injustas isso se tratando de uma pessoa que sem nenhuma experiência com blogs deu a cara a tapa e foi lá mesmo assim tentar deixar sua pequena marca na expansão blogosfera, sim leitores, eu não tinha (ainda não tenho) nenhuma experiência com blogs, tudo foi muito novo pra mim, principalmente quando falamos de layouts, capas, banners, tudo isso foi uma imensa dificuldade, mas eu sobrevivi até aqui e isso para mim é motivo sim de comemoração, ainda mais com uma marca dessa que eu jamais pensei que chegaria, isso só mostra que as pessoas estão lendo o que eu escrevo e estão interessadas em meus posts.

Para isso preparei uma MEGA RESENHA para comemorarmos esses números para mim tão especiais, a trilogia da autora nacional Lycia Barros:

“UMA HERANÇA DE AMOR”.
1.      QUANDO O FIM PODE SER O COMEÇO
2.      ARMADILHAS DO DESTINO
3.      O PLANO PERFEITO

Clicando AQUI você encontra a resenha do primeiro livro da trilogia feita no dia 21 de abril desse mesmo ano (2014).

            O que fala a trilogia?
O perdão! Acho que esse é o tema que rege as três histórias que tem como foco a mesma família, no primeiro livro Lycia me deixou uma notinha (fofa *--*) para que durante a leitura eu refletisse no poder do perdão, e é impressionante como nós realmente paramos e refletimos quando chegamos ao fim das 314 páginas. Já no segundo livro, a mensagem deixada pela autora (em mais um lindo autografo *---*) foi para que a leitura reforçasse minha fé no amor verdadeiro, temas ótimos, diga-se de passagem. No terceiro livro, infelizmente não tive o prazer de tê-lo autografado, mas tudo bem, em breve eu resolvo isso, mas a mensagem que a história da caçula Ivy nos passa é que a vingança não nos leva a lugar algum e que somente o amor verdadeiro abre espaços para o verdadeiro perdão.

            Minha primeira impressão:
Assim que comecei a leitura do primeiro livro (logo após ter concluído as leituras dos livros ABandeja – Qual pecado te seduz? e AGarota do outro lado da rua, ambos da autora Lycia Barros, ambas com resenhas no blog) achei que a mesma tinha errado a mão, não me perguntem o porquê, mas os primeiros capítulos foram uma leitura arrastada e sofrida, decidi então parar, e deixá-los para o momento certo, acredito que às vezes nós lemos um livro, mas a grande parte das vezes são os livros que leem a gente, se não estou enganado eu parei a leitura em janeiro e só recomecei no mês de abril e que recomeço! A história parecia ter mais sentido, as tramas pareciam estar melhores, os personagem mais bem construídos... Enfim em uma semana eu estava concluindo a leitura do primeiro livro já com saudades de Amanda, Ivy, Rafael dentre outros personagens mui queridos, não deu outra e após dois dias de ressaca literária já fui partindo para o segundo livro “E que livro, meu Deus” a história de Rafael é realmente sensacional, bem escrita, diálogos primorosos e uma narração de deixar Nicholas Sparks no chinelo (fãs do Nicholas, please! Não me matem *-*).

Trilogia Uma Herança de Amor
A história mesclando amor/romance/ódio/humor é a combinação perfeita para qualquer livro no segmento romance e Lycia soube como dosar isso como uma receita de bolo e o resultado, claro, não poderia ter sido outro. Sucesso!

Já no terceiro livro da trilogia fui arrebatado por um personagem tão misterioso quando o título do livro “O plano perfeito” Ivy a menininha do primeiro livro, a caçula da família, cresceu e virou protagonista e sua história é para mim a melhor dos três livros, mistérios/suspense/emoção mesclam o último livro do romance, desvendando dramas passados, revelando segredos e explicando atitudes até então desconhecidas dos personagens, um livro revelador.

            As histórias:
No primeiro livro Amanda deixa o Rio de Janeiro onde morava com a avó, que acabara de falecer (isso não é spoiler, obrigado, de nada) e parte para o interior onde terá que reencontrar sua mãe além de dores passadas e feridas não cicatrizadas, isso porque no testamento deixado pela avó, para que ela tome posse da herança ela terá que passar trinta dias vivendo com a mãe, Janine uma alcoólatra, para a surpresa de Amanda que esperava encontrar a mãe vivendo na decadência, em uma casa humilde ela encontra uma mulher livre do vicio casada, com uma família feliz e uma irmãzinha para Amanda. Isso será difícil para ela engolir, afinal de contas, sua mãe a abandonou quando pequena, nunca demonstrou amor, carinho e agora tudo que ela não teve Ivy a sua irmã está tendo, do casamento com Paulo, Janine ganhou dois filhos Adam e Rafael gêmeos nada parecidos, mas ambos com grande coração. E para surpresa de Amanda ela se apaixonará por um dos gêmeos (Qual?) e esse mudará todos os planos que ela havia traçado, é às vezes o fim pode ser apenas o começo.

Autógrafo Lycia Barros
No segundo livro Rafael um dos gêmeos, filho de Paulo é o grande protagonista, ele sempre foi aquele que deu mais trabalho, e isso se explica, afinal não foi fácil para ele sobreviver após o abandono de sua mãe, ele que sempre fora tão achegado a ela. Com muita dificuldade ele conseguiu se reerguer graças ao apoio de sua família, mas claro carregou para sempre as feridas em seu coração, disposto a crescer na carreira de chef de cozinha ele abandona o conforto da casa dos pais no interior e parte então para o Rio de Janeiro onde irá estudar, seus planos tinha tudo para ser perfeito, ele só não contava com uma coisinha se apaixonar por Alexia uma garota não tão bonita, mas desafiadora e irresistível e mesmo contra a vontade dos dois em se apaixonar, como eu já disse isso acontece, porém dificuldades, turbulências, segredos abalará o romance dos dois isso porque uma armadilha do destino poderá mudar para sempre suas histórias.

Chegamos ao último livro da trilogia e com ele a história da pequena Ivy, opa, ela não é mais tão pequena assim... O tempo passou, as histórias mudaram e ela cresceu, com dezoito anos Ivy que sempre foi a superprotegida pelos pais e pelos irmãos está se sentindo cansada e sufocada, pois nunca toma uma decisão sozinha, sempre são os outros que toma por ela, disposta a acabar com isso ela enfim toma uma decisão, mudar-se para a cidade de Ouro Preto onde estudará jornalismo, seu grande sonho, lá ela quer trabalhar, ser independente o mais rápido possível, é, só que as coisas não são bem assim, ao visitar os pais nas férias ela se deparará com um visitante misterioso Leonardo Belford (que nome!) ele virará a vida da família e principalmente a de Ivy de ponta cabeça, separando-a de seus pais, casando-se com ela e com uma dolorosa missão a cumprir, Leonardo tem um plano perfeito, será que conseguirá por em prática?

Se eu recomendo?
Sem sombras de dúvidas uma trilogia para guardar no coração e na estante, eu amei os três livros e super-recomendo!

Gostou?

Autógrafo Lycia Barros
Comente sua opinião se já leu algum dos livros, ou a trilogia completa ou se pretende ler, divulgue para seus amigos e vamos ascender ainda mais o gosto pela literatura nacional.

E se você ainda não conhece meu livro “Eterno” curta a página que está aqui ao lado e fique por dentro da história que está tirando o sono dos leitores, até onde iriam suas escolhas em nome do amor?


Até a próxima pessoal!

Pages

Loading...

Pesquise na Wikipedia

Resultados da pesquisa

Pages - Menu

Deixe aqui seu e-mail :)