Pages - Menu

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

então eu li... JOGOS VORAZES

Antes que me chamem de atrasado, ultrapassado ou coisas do tipo eu vou logo explicando o motivo de só agora eu ter lido e resenhado o primeiro livro da incrível trilogia de Jogos Vorazes. Minha estante tem pelo menos 35 livros me esperando em fila indiana para ler e como sou fã número 2 do John Green, porque a fã número 1 com certeza continua sendo Esther Grace eu tinha que ler todos os livros dele de uma só vez, porque eu simplesmente amo todos, assim eu acabei postergando a leitura de THG – The Hunger Games ou Jogos Vorazes, mas como nunca é tarde para nada eis a minha opinião sobre esse primeiro livro de uma trilogia que virou fenômeno mundial!

Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Selo: Jovens Leitores
Ano: 2008
Gênero: Relações humanas, Programas de Televisão, Literatura infanto-juvenil.

MATAR OU MORRER. NÃO HÁ ESCOLHA.
NA ARENA, O MAIS CAPAZ VENCE.
QUE OS JOGOS VORAZES COMECEM.

Jamais um livro de ação chegou ou acho muito difícil chegar aos pés de JOGOS VORAZES, quando eu digo isso, não estou simplesmente deixando-me influenciar pelo que outras pessoas já disseram a respeito do livro. Ele é simplesmente magnífico e as honras disso tudo vão a sua escritora SUZANNE COLLINS que é nada mais que genial.

O livro traz à tona a vida de Katniss Everdeen, uma jovem garota que sustenta sua família desde os onze anos quando perdeu seu pai em um acidente em uma das minas de carvão no miserável Distrito 12 de Panem uma nova nação que surgiu após o fim da América do Norte.  Panem era formada por 13 distritos e era governada pela Capital, eis que o 13ª distrito se rebela contra a forma de governo imposta nessa nação, claro, a Capital vence as ondas de manifestações e o 13ª distrito é destruído, ficando somente as ruínas. Então Panem agora é formada por 12 distritos e a forma encontrada pela Capital para deixar claro a todos que ela é quem manda foi criar um Reality Show, chamado JOGOS VORAZES.

Os jogos funcionam da seguinte forma: Dois jovens com idade de 12 a 18 anos é escolhido de cada distrito, sendo um homem e uma mulher, eles são chamados de TRIBUTOS (sinônimo: contribuição, daí você já tem uma ideia de como a Capital trata seus cidadãos). Os 24 escolhidos são então colocados em uma arena, após serem tratados com honras de Estado para batalharem, somente UM pode ser o vencedor, isso quer dizer que os jogos consistem em matar uns aos outros, da forma como eles preferirem, somente o canibalismo é proibido, afinal as famílias dos tributos precisam enterrar os seus corpos.

Todos os anos os nomes dos jovens são colocados em uma Urna, desde os 12 até completar os seus 18 anos, Katniss tem 16 anos o que mostra que seu nome já consta algumas vezes, mais do que isso, como os Distritos é sinônimo de extrema miséria e pobreza a Capital criou a seguinte ‘dádiva’ você coloca seu nome na urna e em troca ganha provisões, grãos e óleo para se alimentar e Katniss vendo a família agora constituída por sua mãe e sua irmã mais nova Primrose Everdeen passando fome, não pensa duas vezes e aceita ficar ainda mais próxima de ser escolhida para o tenso programa transmitido pela televisão para toda a nação.

O único feriado do ano é o DIA DA COLHEITA, dia em que os tributos são escolhidos:

Tudo seria perfeito se hoje fosse realmente um feriado, se esse dia de folga significasse poder vagar pelas montanhas com Gale em busca de caça para a ceia. Em vez disso, nós teremos de estar em pé na praça às duas da tarde esperando os nomes serem anunciados. (Página 15).

Katniss tem como melhor amigo Gale com quem ela divide seu prazer pela caça, na floresta do distrito 12.
O livro é narrado em primeira pessoa, o que faz com que percebamos tudo pelos olhos de Katniss por sua visão.

Então lá estão todos os moradores do distrito na praça esperando os nomes dos escolhidos...

Effie Trinket cruza novamente o palco, analisa o papelzinho e lê o nome com uma voz alta e clara. E não sou. E Primrose Everdeen. (Página 27).

Katniss ver sua irmã mais nova com apenas 12 anos indo em direção ao palco, quando então se voluntaria para ir em seu lugar, todos ficam perplexos com a sua coragem.

Então Katniss e Peeta filho do padeiro, são os escolhidos para a carnificina supervisionada pela televisão. E como plano de jogo, através de Haymitch, o mentor de ambos, eles devem passar a imagem de um casal apaixonadamente apaixonados.

Isso muda tudo em relação aos Jogos...

Eles precisam vender uma imagem para a Capital, são humanos tratados como simples mercadorias pelas mãos da Capital. Suas vidas tratadas sem nenhum valor.

Então eles são jogados na arena junto com os outros 22 participantes e os capítulos mais SEN-AS-CIO-NAIS começam, e neles você simplesmente não consegue deixar para ler depois, pois uma coisa vai ligando a outra e quando você ver está na III parte do livro: O VITORIOSO.

“Os jovens são jogados na arena E QUE A SORTE ESTEJA SEMPRE A SEU FAVOR”


A obra de Collins é magnífica, por vezes você fica sem ar em determinado ponto da história, esses capítulos são tensos, eletrizantes e mais do que isso, o livro faz você pensar em várias questões sociais atuais.

Levo alguns instantes para achar Cato na luminosidade tênue, em meio à carnificina. Então, o pedaço de carne viva que era meu inimigo produz um som, e identifico o local onde se encontra sua boca. E eu acho que a frase que ele está tentando pronunciar é, por favor, [termine logo com esse sofrimento] (página 363).

O livro não é somente um amontoado de gente se matando é reflexão, pobres trabalhando para sustentar os ricos, programas de TV que exploram o sensacionalismo para mero divertimento da pequena massa, quais são o verdadeiro sentido dos realities shows ao expor pessoas a situações diversas?

Isso tudo é JOGOS VORAZES, um livro, uma crítica que leva, claro 5 estrelinhas de longe e com pleno merecimento!

Gostou? Aguarde em breve mais uma resenha EM CHAMAS o segundo livro dessa tensa distopia escrita por Suzanne Collins.


Abraços com letras!

domingo, 19 de janeiro de 2014

então eu li... DEIXE A NEVE CAIR

JOHN GREEN, MAUREEN JOHNSON e LAUREN MYRACLE são os autores do livro “DEIXE A NEVE CAIR” publicado pela editora ROCCO no ano de 2013, livro esse que reúne três contos românticos, bem humorados e com um torpor de crises adolescentes, ingredientes do tipo que se vê apenas em filmes, quer dizer, mais ou menos isso.


confira a SINOPSE:

Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para insuspeitos encontros românticos. Em 'Deixe a neve cair', bem-sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Maureen Johnson e Laure Myracle escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. Comédia romântica com a assinatura de um dos maiores bestsellers da atualidade, o livro é o presente de natal perfeito para os fãs de John Green e de histórias de amor e aventura.

>><< 

Bem, no primeiro conto conhecemos a história de JUBILEU uma menina de 16 anos com o nome estranhamente estranho, herdado de um dos prédios de A CIDADE DO PAPAI NOEL FLOBIE por pais totalmente viciados nessas peças de cerâmicas colecionáveis. A noite de natal de Jubileu tinha tudo para ocorrer dentro dos conformes, mas ela descobre que seus pais foram presos (não, eles não são criminosos é o que posso contar) assim ela precisa viajar para a casa dos avós, e deixar o namorado para trás é a parte mais difícil disso tudo, e quando o trem que deveria levá-la para a Flórida atola na neve, ela decide se aventurar para o lado de fora. Por sorte, encontra uma lanchonete aberta: a Waffle Hous, onde ela acaba conhecendo STUART um rapaz que ainda não se recuperou totalmente de um coração partido, Jubileu fica a todo o momento tentando falar com seu namorado que pouco está se importando com a sua ausência, e assim ela vai ficando cada vez mais próxima de Stuart ainda mais quando ele a leva para casa, o conto é romântico, singelo, encantador e cômico, não é aquele tipo de história que te arranca lágrimas, mas é a história que você acha uma delícia estar lendo. Foi escrito pela Maureen Johnson e olha me fez virar fã dessa autora que sonhava ser astronauta, ela tem todo o jeito para quem escreve YA e consegue prender a atenção de leitores que amam esse estilo. Leva 5 estrelinhas ^^

Já no segundo conto conhecemos a história de TOBIN e seus amigos, JP e Duke (Duke, na verdade se chama Angie, mas recebeu esse apelido de uma forma digamos que inusitada). Na véspera de natal (data que ocorre todos os contos) eles estão escondidos da neve em casa assistindo a uma maratona de filmes do James Bond, mas apesar da nevasca os três decidem enfrentar a noite fria e seguem para a Waffle House da cidade, (a mesma que Jubileu estivera, e aqui vai um conselho: Não ignorem nenhum personagem secundário do livro) ou pelo menos eles tentam chegar lá. Mas, confusões acontecem durante todo o percurso e alguns assuntos mais profundos são levantados e questionados. Esse segundo conto é do meu queridinho autor da vida John Green que infelizmente não estava em seus melhores dias para escrever (pelo menos é nisso que quero acreditar) e eu posso sim dizer isso após ter lido todos os livros dele já publicados no Brasil desde Quem é você, Alasca até A Culpa é das Estrelas, nada acontece no decorrer da história, um conto bem parado e sem deixar o leitor com grandes expectativas para o final da história, ele não segue a mesma linha dos seus livros, se perde na história dos três adolescentes, muitas gírias e expressões idiotas que com certeza não parece ter sido escrito pelo mesmo John que me levou as lágrimas com QUEM É VOCÊ, ALASCA? e A CULPA É DAS ESTRELAS, mas John Green é John Green e dele eu leria até a lista de supermercado e não podemos ser tão críticos com a sua escrita, por conta disso seu conto leva 4 estrelinhas ^^


O terceiro e último conto é um porre de romantismo e crises de uma adolescente com todos os ingredientes e mais um pouco como mudança brusca de humor, ele narra a sofrível história de ADDIE, que leva uma vida miserável desde o término do seu namoro com JEB. Agora um dia após o natal, ela precisa provar a todos que não é egoísta e vai fazer de tudo para conseguir cumprir uma promessa, mesmo que para isso ela tenha que enfrentar o passado. Addie é daquelas pessoas que só pensam nela mesma, não se importa com os outros nem com os sentimentos ou as vontades alheias, na véspera do natal faz exatos um ano que ela está namorando Jeb ou estava, isso porque após algumas discussões tudo foi acabado e agora ela sofre com isso, mas até a mudança de personalidade ela precisará aprender muitas lições com algumas pessoas. Nesse último conto fiquei desejoso de uma continuação, sério, a autora Lauren Myracle soube como deixar o leitor curioso e amarrou mais de uma história dentro do pequeno conto o que foi ótimo e como não poderia deixar de ser, no final do conto todos os personagens se unem para o desfecho fofo, da história. Esse conto leva 5 estrelinhas ^^ e a autora leva os meus parabéns S2

Nada na vida dos três jovens protagonistas saem da forma como eles queriam e isso faz com que o livro engrene, são coisas meio absurdas para se acontecerem na vida real, mas em minha opinião, literatura é isso é sonhar com coisas que não aconteceriam jamais na vida real. Desde o primeiro conto fica bem claro que a verdadeira protagonista do livro é a nevasca, por isso o título DEIXE A NEVE CAIR. O livro vale a pena eu super-recomendo. O livro como conjunto leva 5 estrelinhas J


E essa foi minha última leitura de 2013 e entrei o ano com ela e foi ótimo, que venha agora as leituras de 2014 e que novidades possam nos surpreender. ^^

Abraços com letras,

Charles Letrando

Pages

Loading...

Pesquise na Wikipedia

Resultados da pesquisa

Pages - Menu

Deixe aqui seu e-mail :)