Pages - Menu

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Então eu li... PARA ONDE ELA FOI

Olá leitores do Charles Letrando!


Depois de um hiato de quase um mês, estou finalmente de volta (Que rufem os tambores) tive alguns probleminhas pessoais que me deixou uma semana sem a bendita da internet, eu poderia ter aproveitado esse tempo para colocar minhas leituras em dia, mas o que eu fiz? Tentei ao máximo resolver meus problemas, e pelo que parece foram todos solucionados...

Então, vamos ao que interessa: PARA ONDE ELA FOI.

Exato, não é uma pergunta e sim uma afirmação (e eu demorei entender isso). Faz três anos que o amor de Adam salvou Mia após o acidente que mudou a vida dela. Três anos desde que Mia saiu da vida de Adam para sempre. Não sabe do que estou falando?

Leia então a resenha do primeiro livro, clicando AQUI.

Vivendo agora em lados opostos do país, Mia é um talento em ascensão na Juilliard, a conceituada escola de música, e Adam é o típico astro do rock de Los Angeles, com direito a notícias em tablóides e uma namorada também celebridade.

Mas é quando Adam se vê sozinho em Nova York, que o acaso reúne o casal mais uma vez. Por uma única noite.

PARA ONDE ELA FOI é narrado na primeira pessoa pelo querido Adam, aquele rapaz que deixou muitas meninas sonhando com um no primeiro livro SE EU FICAR.

A autora como vocês já devem conhecer é a GAYLE FORMAN autora de Apenas um dia e Apenas um Ano (Novo Conceito, Editora).

E vamos agora ao que realmente nos interessa:

CRÍTICA: Eu demorei alguns (longos) dias para concluir a leitura do livro, por dois motivos (1) narração lenta e monótona e (2) ausência de história. E você já deve está ai pensando que o livro é uma grande porcaria e eu respondo que não...

Gayle Forman consegue prender o leitor a história de Adam e Mia, mas no meu caso não foi com a mesma intensidade do primeiro livro SE EU FICAR.

A ação da história mesmo só começa no Capítulo Vinte (página 183) quando depois de darem voltas e voltas por NY, Mia decide levar Adam até sua casa. Como mostra a sinopse do livro, o acaso reúne o casal por uma noite e depois daí tudo acontece muito rapidamente.

Foram três anos de separação e praticamente uma noite para tudo se reatar. Ficou um pouco meio ilógico, mas existe um negócio chamado “licença poética” que eu não posso questionar. Agora no meu papel de leitor, faltaram aquelas explorações mais a fundo na história, faltou um grande “motivo”para a história se centralizar.

Como no primeiro livro, o grande vilão são as circunstancias.

E eu até gosto de livros assim, mas percebo que acabou virando meio que uma modinha os livros não terem mais aquela vilã/vilão estilo Walt Disney para perseguir a mocinha/mocinho da história e em PARA ONDE ELA FOI às circunstâncias não foram suficientes para me prender.

O Adam, falando um pouco dos personagens, se tornou chato, um personagem cansativo na maior parte da narrativa e em alguns momentos parecia que eu estava lendo notícias daquele astro americano que vez por outra gosta de causar umas poucas e boas, por ficar famoso logo cedo e não saber como agir com a fama...

Já Mia não é possível falar muito dela, visto que estamos lendo o livro da perspectiva do Adam, mas ela pareceu estar bem mais madura que ele e centrada em coisas mais importantes, não há presença daqueles personagens secundários que acabam roubando a cena em determinados momentos e vamos logo terminar com isso...

O livro leva quatro estrelinhas...

E eu espero que não tenha um filme do livro, porque senão estaremos derrotados! Hahaha


Beijos e até o próximo pessoal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião/crítica/elogio sobre o assunto!
Esse espaço é seu... E a gente se encontra por aqui...

Pages

Loading...

Pesquise na Wikipedia

Resultados da pesquisa

Pages - Menu

Deixe aqui seu e-mail :)